EN
 
       
   
 
       
         
 

 

 

enigmas da histÓria

Do Enigma de Rennes-le-Château ao Priorado do Sião
Bernardo Sanchez Motta
 

A obra que esclarece o leitor sobre o
"mito" de Rennes-le-Château e do
Priorado de Sião.

 

"Rennes-le-Château permanece um lugar enigmático, por mais céptica que seja a abordagem ao tema. Tentei neste livro seguir a estrada do cepticismo crítico, mas seria desonesto se negasse o mistério, se tentasse arrumar esta complexa trama num frasco hermético, estanque, simplicíssimo, e lhe colocasse uma etiqueta em cima. Isso não se pode fazer. Trata-se de uma realidade complexa, e simplificá-la é mutilá-la.
Os enigmas persistem em Rennes. É uma terra de tesouros, sejam eles reais ou lendários. (...) Os enigmas estão ali há muitos anos, como estão em tantos outros locais de forte simbolismo e conturbado passado histórico. O Languedoc é também terra de heresia: ela está no folclore, nas lendas, nos cantares."

Bernardo Sanchez da Motta, In Epílogo

Em Rennes-le-Château, pequena povoação do Sul de França impregnada pelo imaginário dos Celtas, Cátaros, trovadores medievais, e também pelo culto a Santa Maria Madalena, surge no final do século XIX um enigmático sacerdote católico, o padre Bérenger Saunière, com um carisma e um espírito de empreendimento notáveis. Mas não imaginaria ele que a aldeia do seu coração, e a sua própria vida, serviriam na segunda metade do século XX para a criação do mito de Rennes-le-Château e do Priorado de Sião, um dos maiores embustes da era moderna.
Como afirmou o reputado sociólogo francês, Frédéric Lenoir, na criação deste mito está uma «estranha equipa» de três personagens: Gérard de Sède, visconde, trotskista e revolucionário militante; o surrealista Marquês de Chérisey; e Pierre Plantard, de ideário da extrema-direita e «ultra-católico» – considerado por um tribunal francês como «mitómano», auto-intitulava-se «Sua Majestade Druídica». Mas esta farsa torna-se verdadeiramente tragicómica quando constatamos que o seu «mito» tem seduzido milhões de pessoas e inspirado best-sellers tais como O Sangue de Cristo e o Santo Graal de Lincoln, Baigent e Leigh, O Segredo dos Templários de Picknett e Prince e O Código Da Vinci de Dan Brown.
De facto, é importante lermos a obra de Bernardo Sanchez da Motta para constatarmos, apoiados em provas irrefutáveis, como o pseudo-esoterismo (muito longe do esoterismo filosófico, p. ex. de Platão, ou do esoterismo cristão, p. ex. de São Clemente de Alexandria), reducionista numa visão materialista-espiritual, está a ter um grande eco no mundo ocidental. Um verdadeiro fenómeno sociológico que vale a pena estudar e compreender, ao mesmo tempo que nos divertimos com os delírios e patranhas dos eminentes mitómanos.

 
Título: Do Enigma de Rennes-le-Château ao Priorado do Sião
Autor: Bernardo Sanchez Motta
ISBN: 972-8605-51-X
Formato: 16X23 Cm | Nº de Páginas: 416 | Capa mole
Preço:19,50 17,55 €

   

     
         
 
         
     
         
topo