EN
 
       
   
 
       
         
 

imagem
imagem
imagem

 

 
biblioteca de
nag hammadi
Evangelhos Gnósticos

antonio piÑero,
josÉ MONTSERRAT TORRENTS E FRANCISCO GARCIA BAZÁN
(ORG.)

 

A versão gnóstica do cristianismo aqui apresentada foi rejeitada pela corrente ortodoxa mas manteve-se subterrânea ao longo dos últimos dois milénios.

 

Neste segundo volume da Biblioteca de Nag Hammadi o leitor tem acesso a alguns dos mais emblemáticos textos do cristianismo gnóstico tais como os evangelhos supracitados e outros escritos não menos enigmáticos, p. ex.: Evangelho da Verdade, Evangelho dos Egípcios, Sabedoria de Jesus Cristo, Livro Secreto de Tiago.
A versão gnóstica do cristianismo aqui apresentada foi rejeitada pela corrente ortodoxa mas manteve-se subterrânea ao longo dos últimos dois milénios influenciando claramente a história do pensamento e da religiosidade da civilização ocidental.
Os apócrifos não eram considerados textos espúrios, falsos, mas sim secretos – do grego apokryphos,-on: secreto, oculto. Eram escritos destinados aos círculos esotéricos dos gnósticos cristãos.

"Estes são os ditos secretos que Jesus, o Vivente, disse e que Dídimo Judas Tomé escreveu. E ele disse: Aquele que encontrar a interpretação destes ditos não saboreará a morte. (...) Costumo contar os meus mistérios aos [que são dignos dos meus] mistérios."
Evangelho de Tomé (pp. 32, 43 e 44)

2.ª Edição
Título: Evangelhos Gnósticos
Autor: VV. AA.
ISBN: 972-8605-56-0
Formato: 13,5X20,5 Cm | Nº de Páginas: 304 | Capa mole
Preço:19.50 17,55 €

   

   
Ver        

A «biblioteca» de Nag Hammadi, encontrada casualmente em 1945, constitui, juntamente com os manuscritos de Qumran, a maior descoberta de textos antigos da Era Moderna.
Os textos de Nag Hammadi lançam uma importante luz não só sobre o gnosticismo mas também sobre vários âmbitos culturais e filosóficos de diferentes épocas: o mundo da especulação filosófica e religiosa (judaica, cristã e pagã) em língua grega dos séculos I a IV, e no âmbito da cultura egípcia, copta, do século IV, no qual existiram interesses variados, não só gnósticos mas também herméticos, cristãos e maniqueístas.
Com esta obra apresenta-se ao público de língua portuguesa a edição integral da Biblioteca de Nag Hammadi.
Para além da introdução geral à gnose que inicia o primeiro volume, nos três volumes que constituem a totalidade da BNH, cada texto vem acompanhado de uma breve introdução e de notas informativas que esclarecem as suas dificuldades de compreensão.
O primeiro volume apresenta, juntamente com a introdução geral, os escritos de especulação teológica, filosófica, cosmogónica e antropológica.
O segundo volume contém os textos que mais se aproximam do Novo Testamento. Os evangelhos complementam-se com discursos revelatórios de Jesus antes da ascensão. O Evangelho de Tomé tem especial importância, uma vez que o material é considerado por alguns investigadores como sendo anterior ou contemporâneo aos evangelhos sinópticos.
O terceiro volume recolhe diversos apocalipses e outros escritos sobre temas do Novo Testamento ou sobre o Antigo Testamento na sua projecção face ao cristianismo. De grande interesse são os índices que completam este volume, em particular, o analítico de matérias, que ajudará o leitor a compreender e ordenar o pensamento gnóstico de Nag Hammadi.

 
         
     
         
topo